Instituto Memória - Centro de Estudos da Contemporaneidade Instituto Memória - 15 anos Instituto Memória - Televendas - 41.3016 9042
 

PESQUISA
Pesquisa por Título ou Autor/Colaborador:

Texto da Pesquisa:


clique na capa para ampliar

COMBATE À CORRUPÇÃO E DIREITOS HUMANOS - CAPA DURA

Autor: COORDENADOR Wagner Menezes ORGANIZADORAS Isabela Moreira do Nascimento Domingos e Érika Leahy
Páginas: 314 pgs.
Ano da Publicação: 2020
Editora: Instituto Memória
De: R$ 120,00 - por: R$ 100,00

SINOPSE

SUMÁRIO

COMPLIANCE CONTÁBIL COMO INSTRUMENTO DE COMBATE À  CORRUPÇÃO E À LAVAGEM DE DINHEIRO

Alcides Wilhelm

OS RISCOS DA CORRUPÇÃO NO DIREITO FUNDAMENTAL A UMA ADEQUADA PRESTAÇÃO JURISDICIONAL

Alexia Brotto Cessetti

DANO MORAL COLETIVO POR ATOS DE CORRUPÇÃO: ANÁLISE NO ÂMBITO DA OPERAÇÃO LAVA JATO

Clayton Reis

Gustavo Carvalho Kichileski

VIOLAÇÃO À LIBERDADE DE IMPRENSA E DE EXPRESSÃO COMO EFEITO COLATERAL DA CORRUPÇÃO

Érika Leahy

Rebeca Maria Cruz Paulino

Melina Girardi Fachin

A PERCEPÇÃO DA CORRUPÇÃO NA ATUALIDADE: DA VIOLAÇÃO DE DIREITOS HUMANOS ÀS PERSPECTIVAS DE COMBATE NO ÂMBITO DAS AMÉRICAS

Gabriela dos Santos Paixão

Layana Mara Laiter Martins

Maurício Gonçalves Saliba

MACROCRIMES, VIOLAÇÃO À DIREITOS HUMANOS E A TEORIA DA COCULPABILIDADE PENAL ÀS AVESSAS

Gilberto Giacoia

João Ricardo dos Santos

A LEI DE IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA COMO INSTRUMENTO DE PROTEÇÃO AO DIREITO SOCIAL À MORADIA

Giovanni de Araujo Nunes

Rafael Santana Frizon

MERCADO DE CONSUMO, DIREITO DO CONSUMIDOR E CORRUPÇÃO

Guilherme Mucelin

Carla Blanco

A IMPLEMENTAÇÃO DO COMPLIANCE PARA A SUSTENTABILADADE ECONÔMICA

Isabela Moreira do Nascimento Domingos

Luiz Alberto Blanchet 

EXTRA, EXTRA: LENIO STRECK É A FAVOR DA PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA!

Lenio Luiz Streck

JÁ ESTÃO USANDO ATÉ A ESCRAVIDÃO PARA DINAMITAR CLÁUSULA PÉTREA

Lenio Luiz Streck

O ATIVISMO JUDICIAL: O PAPEL DA INTERPRETAÇÃO E O ATO DE JULGAR

Luiz Eduardo Gunther

Gustavo Afonso Martins

O PRINCÍPIO ANTICORRUPÇÃO NO ÂMBITO DA JUSTIÇA GLOBAL. ANÁLISE DO GRUPO DE ESTADOS CONTRA A CORRUPÇÃO – GRECO

Rebeca Portela Gonçalves

POR QUE O PRINCÍPIO DO NE BIS IN IDEM CRUZARIA FRONTEIRAS? CONSIDERAÇÕES A PARTIR DO HABEAS CORPUS N. 171.118/SP

Tatiana Cardoso Squeff

Sarah Francieli Mello Weimer