Instituto Memória - Centro de Estudos da Contemporaneidade Instituto Memória - 15 anos Instituto Memória - Televendas - 41.3016 9042
 

PESQUISA
Pesquisa por Título ou Autor/Colaborador:

Texto da Pesquisa:


clique na capa para ampliar

MEMÓRIAS DE GUSTAV HERMANN STROBEL RELATOS DE UM PIONEIRO DA IMIGRAÇÃO ALEMÃ NO BRASIL

Autor: Posfácio: Cacilda da Silva Machado e Sergio Odilon Nadalin MEMÓRIA INDIVIDUAL E DISCURSO SOCIAL (Curitiba na passagem do século XIX para o século XX)
Páginas: 224 pgs.
Ano da Publicação: 2015
Editora: Instituto Memória
De: R$ 135,00 - por: R$ 120,00

SINOPSE

EDIÇÃO 2021 - CAPA DURA

-------

O texto que segue trata das memórias de um imigrante.
Constitui um importante documento para a história
da imigração alemã e da inserção dos imigrantes na
sociedade brasileira do século XIX. Também é um documento
importante para os descendentes de Christian August
Strobel e sua mulher Christine Friedericke, nascida
Herold. Durante várias gerações, membros da linhagem
fundada pelo casal em Curitiba passaram como tarefa
aos seus filhos copiar o manuscrito, seguindo a recomendação
de Gustav Hermann Strobel, o filho varão
mais velho dos seis filhos do casal fundador.
Sergio Odilon Nadalin
Augusto Frederico Michells Ribeiro


Esta saga, ora editada, conta as aventuras e desventuras
de uma família pioneira na imigração alemã nos
Estados do Paraná e Santa Catarina: o clã Strobel.
Escreveu-a, no início deste século, Gustav Hermann
Strobel. Narrativa fluente, cativante, despretensiosa.
Conta fatos pitorescos ocorridos com membros da
família e famílias amigas, desde os tempos que antecederam
a imigração (Alemanha de meados do século passado),
até o início deste século.
Lendo-a, tem-se a ideia das inúmeras dificuldades
vividas pelos imigrantes, tais como a travessia marítima
(onde morriam cerca de 15% das pessoas), a falta de
apoio do governo, a barreira do idioma, a incompreensão
de pessoas preconceituosas. Acompanha o crescimento
de Curitiba, onde o autor e seu pai, Christian August
Strobel, renomados carpinteiros, colaboraram com seu
talento na feitura da parte de madeira de diversas obras,
a exemplo da Santa Casa, Farmácia Stellfeld, Cervejaria
Leitner, Igreja Luterana, pontes na Estrada da Graciosa,
e outras.
Família Strobel

-------

SUMÁRIO
 

Introdução: Experiências pessoais recontadas por
Gustav Hermann Strobel
23
Capítulo 1 – Por que emigramos 25
Capítulo 2 – A partida de Glauchau 36
Capítulo 3 – A viagem marítima 40
Capítulo 4 – De São Francisco do Sul para Joinville
e a decepção
51
Capítulo 5 – A viagem do meu pai de Joinville a
Curitiba
59
Capítulo 6 – De Joinville a São José dos Pinhais, em
20 de abril de 1855
69
Capítulo 7 – Como vivíamos nos primeiros tempos
no Paraná
75
Capítulo 8 – O primeiro ano em Campo Largo 80
Capítulo 9 – Dois anos na casa de Bento Fagundes 86
Capítulo 10 – A mudança para a nossa propriedade 97
Capítulo 11 – A corporação dos escavadores 106
Capítulo 12 – Outros alemães que vieram mais
tarde a São José dos Pinhais
114
Capítulo 13 – Meu pai torna-se conhecido como
carpinteiro
124


MEMÓRIAS DE GUSTAV HERMANN STROBEL
22

Capítulo 14 – Minha viagem a Joinville 139
Capítulo 15 – Experiências vividas em nosso
trabalho na Estrada da Graciosa
146
Capítulo 16 – Outras obras de carpintaria em
Curitiba
161
Capítulo 17– Curitiba e sua evolução 180
Capítulo 18 – Um aspecto essencial de Curitiba: o
pinheiro, seus frutos e sua proliferação
186
Capítulo Complementar 201
Família de Christian August e Christiana Strobel;
Bodas de Ouro – 1895.
204
Ancestrais de Gustav Hermann Strobel 205
Posfácio: Memória individual e discurso social;
relatos de um imigrante
229

Referências